Ir para a capa Entrar em contato
    Buscar por:
    Web
    Camaçari Notícias
Camaçari, 31 de Outubro de 2014

Você se sente preparado para uma situação real de vazamento de gás no Polo Industrial de Camaçari?









DICAS DA GISA
Quinta-feira, 01 de Dezembro de 2011

Dicas de Português: taxado ou tachado? Entenda as diferenças

*G1/Sérgio Nogueira

TAXADO ou TACHADO?

1o) TAXADO vem de taxa (=tributo):

“A venda destes produtos foi TAXADA pelo governo.”

2o) TACHADO significa “acusado, considerado, qualificado, rotulado”:

“Ele foi TACHADO de ladrão.”

FLUIDO ou FLUÍDO?

“Minha dúvida é em relação à pronúncia da palavra FLUIDO, uma vez que não tem acento. Como se pronuncia corretamente? Com a sílaba tônica no “u” ou no “i”?”

1º) A palavra FLUIDO (= sem acento) é um substantivo. Devemos pronunciá-la com a sílaba tônica no “u”:

“Nesta casa, eu sinto bons FLUIDOS.”

“Acabou o FLUIDO do velho isqueiro do meu avô.”

2º) A palavra FLUÍDO (=com acento agudo no “i”) existe, mas é verbo. É o particípio do verbo FLUIR:

“Nos seus discursos, as palavras têm FLUÍDO com incrível facilidade.”

“A água tinha FLUÍDO pelo cano.”

De segunda à ou a sexta-feira?

O certo é “de segunda a sexta-feira”.

Não ocorre a crase porque não há artigo definido. Nesta frase, nós nos referimos a qualquer segunda-feira (=usamos apenas a preposição “de”) e a qualquer sexta-feira (=só existe a preposição “a”).

Se nos referíssemos a uma determinada segunda-feira e a uma determinada sexta-feira, haveria artigo definido e, consequentemente, ocorreria a crase: “O curso vai da próxima segunda à sexta-feira”.

A dica é a seguinte: “de…a (sem crase)”; “da…à (crase)”.

Observe outros exemplos:

“A reunião vai das 2h às 4h.”

“A reunião vai durar de duas a quatro horas.”

“Leia da página 5 à 10.”

“Leia de cinco a dez páginas por dia.”

“São alunos da 5a à 8a série.”

ACONTECE ou ACONTECERÁ?

“Os verbos não se conjugam mais no tempo futuro? Veja as redações abaixo: 1a) Do dia 9 a 14 de agosto ACONTECE em São Paulo a Feira Internacional; 2a) O evento, que é bianual, ACONTECE em São Lourenço.”

O leitor tem razão. Embora não seja erro, virou moda usarmos o verbo no presente como se fosse futuro. O melhor é usar o verbo no futuro: “A feira ACONTECERÁ…”, “O evento ACONTECERÁ…”

Agora, pior que usar o tempo presente como futuro é a chatíssima repetição do verbo ACONTECER. Nada mais SE REALIZA, tudo acontece. É um modismo a ser evitado. Sua excessiva repetição traduz pobreza vocabular.

COM ou CONTRA?

É frequente ouvirmos: “Brasil joga hoje à tarde COM a Holanda.”

O leitor tem alguma razão. O Brasil deve jogar CONTRA a Holanda.

É bom lembrar o velho exemplo do tênis:

1a) Se Guga vai jogar COM Meligeni, teremos um jogo de duplas. Guga e Meligeni vão jogar juntos, vão formar uma dupla.

2a) Se Guga vai jogar CONTRA Meligeni, teremos um jogo de simples. Guga e Meligeni serão adversários.

Um dos que FOI ou FORAM…?

Leitor quer saber: “Robinho é um dos que FOI CONVOCADO ou FORAM CONVOCADOS pelo técnico da nossa seleção?

Leitor me alerta: “Várias gramáticas e manuais de redação dizem: Quando o sujeito é o relativo QUE precedido da expressão UM DOS…, o verbo pode concordar na 3a pessoa do singular ou do plural, indiferentemente.”

Eu também pensava assim, mas hoje estou convencido que devemos usar o verbo sempre no plural. Você diria que “Robinho é um dos jogadores CONVOCADO”? É lógico que não. Se “Robinho é um dos jogadores CONVOCADOS”, devemos dizer que “Robinho é um dos que FORAM COVOCADOS pelo técnico da nossa seleção”.

O meu raciocínio é o seguinte: dentre os jogadores que FORAM CONVOCADOS para a seleção, Robinho é um deles.

Observe outro exemplo. Ninguém diria que “Lucas é um dos jogadores mais batalhador”. Se ele é um dos mais BATALHADORES, é porque “Lucas é um dos jogadores que mais BATALHAM”.

Portanto, adjetivo e verbo no plural.
  


Voltar



  • Para receber notícias basta digitar seu e-mail


www.camacarinoticias.com.br     -     © Todos os direitos Reservados        -
Click5 - Marketing e Soluções Interativas